Cambará do Sul em 2 dias

Cambará do Sul é uma cidade pequena totalmente voltada para o turismo nos cânions e cachoeiras. Não há palavras para descrever a beleza destas maravilhas esculpidas pela ação do tempo. Há alguns anos meu sonho era conhecer os famosos Cânions do Sul do Brasil, finalmente o sonho foi realizado.

20180726_153215

Em julho, apesar das férias escolares a cidade e os pontos turísticos não estavam muito cheios como Gramado e Canela. O frio nesta época do ano é bem intenso, bom levar roupas confortáveis para andar, porém que agasalhem bastante. Importante levar pelo menos 2 pares de tênis pois vai molhar em quase todas as trilhas e no inverno não seca rápido, então deixe um apenas para fazer as trilhas.

No dia que tiramos a foto com o termômetro abaixo até que a temperatura estava amena, a noite chegava a torno de 3 graus.

20180726_172115

Saímos de São Francisco de Paula rumo a Cambará do Sul no dia 26/07/18 as 15:00 h, foram 71,7 km em aproximadamente 1:30 h.

Ao chegarmos em Cambará fomos direto para a pousada após ternos aproveitado bem o dia em Gramado e São Francisco de Paula, nos instalamos na pousada e saímos para jantar, por ser quinta feira andamos bastante de carro e encontramos apenas um restaurante aberto.

Depois de Cambará do Sul nosso destino foi São José dos Ausentes em 1 dia, então reservamos 3 diárias em Cambará. No dia 29/07/18 saímos da Pousada por volta das 09:00 h com todas as malas no carro rumo a um dia de muitas aventuras.

É uma boa opção para os que curtem caminhada e a natureza, atraí os turistas desde casais de namorados aproveitando cenário romântico dos cânions com as baixas temperaturas do inverno até as crianças encantadas com a perfeição da natureza.

Lugar perfeito para fazer as trilhas e depois sentar a beira do precipício para descansar e ficar o máximo de tempo possível sentindo o vento batendo no rosto e admirando a imensidão a nossa frente.

Aconselho ir aos cânions com roupas apropriadas para caminhar. O ideal é calça legue ou moletom, tênis leve de secagem rápida e que não escorregue, camiseta e blusa de moletom, ainda que o dia esteja quente, pois devido à altitude venta bastante e o tempo muda bruscamente então a coloque na mochila, pois pode ser necessária, eu pessoalmente senti muito frio.

Importante levar água e caso pretenda passar um pouco mais de tempo lanche, pois não há lanchonete ou restaurante perto dos cânions. Há banheiro apenas na entrada. Não esquecer a máquina fotográfica, para registrar cada detalhe.

Não precisamos contratar guia em nenhum dos passeios que fizemos. Fomos de carro 1.0, fizemos as trilhas todas auto guiadas e bem sinalizadas com uma criança tranquilamente. É preciso ter muito cuidado com as crianças na beira dos cânions, muito cuidado mesmo.

Na cidade há algumas agências de turismo com guias e carros 4×4 caso achem necessário. Uma das agencias que encontramos num dos cânions nos ofereceu o passeio para cachoeira Passo do S, esta só pode ser visitada com carro 4×4, preferimos seguir nosso próprio roteiro.

As estradas para os cânions e cachoeiras têm vários quilômetros em estradas de terra em boas condições. A pior que encontramos foi parte da estrada para o cânion fortaleza. Fomos numa época de chuva e não tivemos problema para chegar aos pontos turísticos escolhidos.

Importante saber que os cânions são imprevisíveis então é bom ter um dia sobrando na programação. A neblina aparece e toma conta da paisagem numa rapidez impressionante. Tivemos muita sorte, pois conseguimos ver os dois cânions, porém no Fortaleza tivemos que retornar  no dia seguinte para vê-lo melhor, o que nos obrigou a retirar do roteiro as trilhas da Cachoeira do Tigre e da Pedra do Segredo.

Dividi os pontos turísticos da seguinte  forma, um cânion e uma cachoeira por dia, as várias pesquisas que fiz indicam que a visita aos cânions deve ser feita no período da manhã, pois a neblina ainda está baixa, lá descobri que não existe regra para isso, num dia fomos de manhã ao Cânion Fortaleza e ele estava todo coberto pela neblina, ficamos lá umas 2 h e só fechou ainda mais, no dia seguinte fomos próximo ao horário do almoço e ele estava totalmente visível.

 

Pontos Turísticos escolhidos por ordem de visitação

  1. Igreja Matriz São José 26/07
  2. Restaurante Galpão Costaneira 26/07
  3. Parque Nacional da Serra Geral, Cânion Fortaleza, Cachoeira do Tigre e Pedra do Segredo 27/07
  4. Cachoeira do Tio França 27/07
  5. Sabores da Querência 27/07
  6. Parque Nacional de Aparados da Serra e Cânion Itambezinho 28/07
  7. Cachoeira dos Venâncios 28/07

 

Igreja Matriz São José

Endereço: Av. Getulio Vargas, 1101 Centro, Cambará do Sul, RS.

20180726_153840

 

Restaurante Galpão Costaneira

Endereço: Rua Dona Úrsula, 1069, Cambará do Sul – RS. Telefone: (54) 3251-1005.

Horário: De segunda a sábado das 11:30 as 15:00 h e das 19:00 as 22:00 h, domingo das 11:30 as 15:00 h.

Um restaurante num galpão rústico, com boa diversidade de comida, salada e sobremesa. Há opção de comida a vontade com ou sem churrasco servido na chapa na mesa. Escolhemos a opção com churrasco, pagamos R$ 50,00 por pessoa, tudo a vontade, exceto as bebidas que são cobradas a parte. Recomendo.

 

 

Parque Nacional da Serra Geral

Endereço: Rodovia CS-012 Km 22, Cambara do Sul, RS. Telefones: (54) 3251-1277 e (54) 3251-1262.

Horário: De segunda a domingo das 08:00 as 17:00 h.

O percurso do centro de Cambará até o parque possui 19 km sendo 5 km em estrada de terra, até mesmo na parte asfaltada é necessário dirigir com muito cuidado pois as vacas, os bezerros, as galinhas e os galos atravessam a pista durante todo percurso.

Tanto a entrada como o estacionamento são gratuitos. Há banheiro na portaria. Depois que entramos seguimos de carro por mais uns 5 km em estrada de terra.

Cânion Fortaleza

Localizado no Parque Nacional da Serra Geral é considerado um dos mais exuberantes da região. Possui 7,5 km de extensão, 2.000 metros de largura e uma altitude de 1.240 metros acima do nível do mar. Os seus paredões lembram muralhas, dai o nome Fortaleza.

Fomos no dia 27/07/18 pela manhã, chegamos no Cânion por volta das 09:30 h, ele estava quase todo coberto pela neblina, ficamos até as 12:30 h esperando para ver se o tempo abria porém só piorou. Ainda assim ficamos encantados com a linda vista, parece cenário de televisão. No segundo dia voltamos por volta das 12:00 h e não havia neblina.

No Cânion Fortaleza há três trilhas: a do Mirante do Fortaleza com 3,2 km, a da Cachoeira do Tigre Preto com 2 km e a da Pedra do Segredo com 2,7 km. Acredito que para fazer as 3 trilhas com bastante tranquilidade e admirando bem a paisagem são necessárias pelo menos 4 h, num ritmo mais acelerado 3 h.

No Cânion não há guia a disposição, caso julguem necessário devem contrata-lo numa agencia de turismo na cidade, na minha opinião não há necessidade, as trilhas são todas auto guiadas.

Infelizmente devido a forte neblina conseguimos fazer apenas a trilha do mirante e tivemos que refazê-la no dia seguinte… Mas com certeza voltaremos para fazê-las, apesar de não termos feito as outras duas trilhas pegamos algumas informações na pousada antes de irmos para os Cânions na intenção de visita-las.

Trilha do Mirante
Esta trilha apresenta um percurso de 3 km ida e volta. Nesta caminhada é possível observar 95% do Cânion Fortaleza. Em dias claros é possível enxergar parte do litoral gaúcho. A subida até o topo é leve e parando para tirar fotografias pode ser feita em 1:30 h. Ao final da subida, aproveite para descansar sentado nas pedras e curtindo a vista panorâmica dos paredões, não há como não se encantar com esta perfeição da natureza.

Trilha da Cachoeira do Tigre Preto
Esta trilha é fácil e apresenta um percurso de aproximadamente 2 km ida e volta começando junto à ponte de concreto sobre o arroio Segredo, nela é possível observar 10% do Cânion Fortaleza e as três quedas d’agua da Cachoeira do Tigre Preto. Antes de visualizar a cachoeira de frente é preciso passar por cima dela atravessando o rio por cima das pedras com muito cuidado pois pedras molhadas geralmente são lisas. Após a travessia, pegar uma trilha com aproximadamente 250 metros para chegar ao mirante. A queda d’água têm 400 metros de altura.

Trilha da Pedra do Segredo
Seguindo adiante a mesma trilha da Cachoeira do Tigre Preto por aproximadamente 30 minutos chega-se a Pedra do Segredo. A pedra que é formada por um bloco de cinco metros de altura e de aproximadamente 30 toneladas é um verdadeiro mistério pois esta equilibrada em uma base de apenas cinquenta centímetros, dando a impressão que poderá cair a qualquer momento. A descida a base da pedra está proibida.

Separei abaixo as fotos tiradas no dia 27/07 com muita neblina e dia 28/08 sem neblina porém o céu estava nublado, sinceramente é difícil dizer qual delas ficou mais bonita, mesmo com neblina ele tem seu charme.

Fotos da Trilha do Mirante em 27/07/2018

 

Vejam nas duas ultimas fotos acima tiradas no mesmo dia na trilha do cânion havia muita neblina, ao pegar a estrada rumo à cidade o dia estava lindo de sol, a neblina fica apenas na proximidade do cânion.

 

Fotos da Trilha do Mirante em 28/07/2018

 

 

Para o almoço há algumas opções na Av. Getulio Vargas 1101, Centro, Cambará do Sul, RS. Nesta avenida também tem farmácia, posto de gasolina, agencias de turismo, mercado e padaria. Importante saber que em Cambará há apenas o Banco Banrisul, Sicred e Banco Postal Correios.

 

Cachoeira do Tio França

Endereço: Estrada do Lajeado da Margarida 560, Cambará do Sul, RS.

Está a 3 Km do centro de Cambará do Sul numa propriedade particular chamada Estância da Felicidade. O valor da entrada é R$ 10,00. A cachoeira é bonita e a trilha é bem fácil com aproximadamente 3 Km de extensão ida e volta. Se tiver chovido, vá preparado para molhar o tênis nas poças de água no meio da grama.

 

 

Sabores da Querência

Endereço: RS 427 Km 3, Sítio Querência Macanuda, Cambará do Sul, RS.

Horário: De terça a domingo das 09:00 as 17:00 h.

Grande variedade de sabores de geleias artesanais feitas no próprio sitio,  há degustação gratuita dos produtos. Uma pena não fabricarem geleias zero açúcar. Compramos pelo menos dois sabores.

 

Parque Nacional de Aparados da Serra

Endereço: Parque Nacional de Aparados da Serra, RS. Telefones: 54 3251-1277 e (54) 3251-1262.

Horário: De terça a domingo das 08:00 as 17:00 h.

O grande atrativo do parque é o Cânion Itaimbezinho, formado pela mata atlântica e floresta de araucária, cachoeiras e penhasco, ele é morada de muitos animais principalmente pássaros. Da mesma forma que o cânion Fortaleza é uma verdadeira perfeição da natureza, da vontade de ficar horas e horas admirando sua beleza. Fomos muito abençoados por Deus, pois fomos num dia sem nuvens ou neblina.

A entrada e o estacionamento são gratuitos. 

 

Cânion Itaimbezinho

Com profundidade de aproximadamente 700 m é um dos maiores das Américas, seus paredões rochosos, suas fendas estreitas junto ao verde da vegetação formam um cenário mais que perfeito.

Há um centro de informações logo na entrada, nele podemos obter informações sobre as três as trilhas abertas ao público e utilizar o banheiro.

As Trilhas do Vértice e a do Cotovelo iniciam próximo ao centro de informações. A Trilha do Rio do Boi,  acesso ao interior do cânion,  tem inicio no Posto de Informação e Controle do Rio do Boi, que fica no município de Praia Grande, SC.

Como tínhamos intenção de voltar ao Cânion Fortaleza fizemos apenas a trilha do vértice.

Trilha do Vértice
Trilha com aproximadamente 1,5 km de extensão, auto guiada com placas indicando o caminho e nível fácil. No percurso há alguns mirantes para admirar a bela vista do cânion e das cachoeiras. No primeiro mirante vimos a Cascata das Andorinhas com uma queda de 300 m de altura. No segundo mirante vimos a Cascata Véu da Noiva com uma queda de 500 m de altura. No terceiro mirante vimos duas cascatas e o início do Cânion Itaimbezinho que é em forma de vértice e dá origem ao nome da trilha.

Trilha do Cotovelo
Trilha com aproximadamente 6 km de extensão, sua maior parte é feita por uma antiga estrada do parque e o restante do caminho é feito pela borda do Cânion. Chegando ao mirante vemos além dos paredões do Itaimbezinho, o Rio do Boi no meio e também 3 cascatas.

Trilha do Rio do Boi
É a trilha mais longa e mais difícil do Parque, seu acesso é por Praia Grande, SC e só é possível fazê-la com um guia credenciado no Parque Nacional de Aparados da Serra. São 8 km de trilha passando por dentro do rio na parte de baixo do Cânion Itaimbezinho. São aproximadamente 6 h de caminhada, necessário um dia somente para esta caminhada.

 

 

Cachoeira dos Venâncios

Endereço: Estrada da Jaquirana Km 22, Fazenda Cachoeira, Jaquirana, RS. Telefone: (54) 9924-6499.

Horário: Por trata-se de área de camping, enquanto estiver claro é possível visitar a cachoeira.

A cachoeira fica na divisa entre as cidades de Cambará do Sul e Jaquirana. Saindo de Cambará são 8 km de asfalto pela RS-020 até a estrada que liga a Jaquirana, a partir daí são aproximadamente 13 km em estrada de terra. Para visita-la é cobrada uma taxa de R$ 5,00, um valor considerado baixo pela paisagem e conservação do local. São 4 cachoeiras em sequência, todas de fácil acesso. Não tem como não se encantar. Próximo a primeira cachoeira tem mesas para aqueles que quiserem passar o dia por lá e fazer um piquenique.

 

 

 

Anúncios

Publicado por euamoviajarnaoimportaodestino

Eu sou Lorena, adoro viajar em família para descobrir novos destinos.... Não por acaso, sou autora do blog Eu amo Viajar

Se junte à conversa

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: